BOOK ONLINE ONLINE KIOSK

Barragem de Campilhas BACK


Por volta do km 14, da etapa entre Vale Seco e o Cercal do Alentejo irá passar junto da Barragem de Campilhas. Num percurso marcado pela planície Alentejana, por vezes árida e quase sempre a perder de vista este é um local que merece uma pausa prolongada, um piquenique e um mergulho nos dias de maior calor.


 

A barragem de Campilhas, situada na ribeira do mesmo nome, afluente do rio Sado, entrou em funcionamento em Julho de 1954. Com uma superfície de inundação de 333 hectares, destinava-se sobretudo à rega. Esta albufeira foi contemplada no Plano de Fomento de 1952 e constituiu uma das primeiras obras do Plano de Rega do Alentejo, com que o Estado Novo procurou alterar as condições de produção agrícola desta província até aí baseadas na agricultura de sequeiro.

Representou certa atitude modernizadora de uma facção de tecnocratas do regime. Como era frequente, a sua inauguração foi marcada com uma citação de Salazar inscrita num obelisco de pedra.


 

NEARBY ROUTE SECTIONS